25.2 C
Volta Redonda
28/03/23
HomeEditorialChevrolet faz parceria com grupo LGBTQ promovendo doutrinação de identidade de gênero...

Chevrolet faz parceria com grupo LGBTQ promovendo doutrinação de identidade de gênero nas escolas

Date:

Related stories

Estudo mostra rombo (bilionário) na AMBEV

Outra empresa abarcada pelo trio Jorge Paulo Lemann, Marcel...

A ‘ressaca’ da Ibovespa no pós Carnaval

O Ibovespa caiu nesta quarta-feira de cinzas após quatro...

Analistas do Mercado esperam inflação crescente até 2026

Analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Banco Central elevaram...

Suprema Corte avalia responsabilidade do Twitter em atos terroristas

A Suprema Corte dos Estados Unidos começou nesta quarta-feira...
spot_imgspot_img

A marca Chevrolet da General Motors firmou uma parceria com a GLSEN , um grupo de defesa que promove a ideologia de gênero na educação dos EUA e no mundo. A Chevy se junta a outras megamarcas como Disney e Target, incorporando iniciativas lucrativas de justiça social em campanhas de marketing nacionais.

A Chevrolet e a empresa de mídia Q.Digital estão criando uma nova “série de documentários e artigos aprofundados sobre as principais questões LGBTQ”, como parte de uma série de conteúdo chamada “Authentic Voices of Pride”(Vozes autênticas de orgulho). A série de vídeos incluirá os tópicos Famílias LGBTQ, Drag como Ativismo, Inclusão no Esporte, Jovens Sem-teto e Reforma da Justiça.

“Na Chevrolet, temos um histórico de liderar e apoiar iniciativas que promovem a inclusão e a diversidade”, disse Steve Majoros, vice-presidente de marketing da Chevy. “Com esta mais recente parceria focada em LGBTQ+, estamos construindo essa história e reforçando o compromisso da Chevy em impulsionar o progresso cultural substantivo. “Authentic Voices of Pride” destaca as histórias, lutas e triunfos dos indivíduos LGBTQ+ para continuar a ser um impulsionador da mudança e do progresso da sociedade .”

“A Nação LGBTQ + Chevrolet se uniu à GLSEN para #AuthenticVoicesofPride para proteger, afirmar e capacitar estudantes LGBTQ+. Com sua doação generosa para @glsen, @chevrolet dobrará TODOS os presentes em até $25k.”

A marca de automóveis também está convidando influenciadores LGBTQ para participar de colaborações de anúncios pagos, como a ativista trans Madison Werner no instagram, que escreve “nossos amigos da chevrolet realmente acreditam que pessoas lgbtq + merecem apoio todos os dias do ano”.

A GLSEN se descreve na página ‘Sobre nós’ de seu site como um grupo de educadores que “desempenham papéis fundamentais na criação de ambientes de aprendizagem afirmativos para jovens LGBTQ”. Mas sob o pretexto de inclusão e defesa dos direitos humanos, grupos ativistas como GLSEN pressionam pela doutrinação da ideologia de gênero na educação.

A GLSEN fornece Política de Educação Local Modelo , várias iniciativas para incluir homens em categorias esportivas femininas, uma forma de pronome para crianças em transição social nas dependências da escola, com a opção de mantê-lo em segredo dos pais, tudo com o objetivo expresso de “ativar educadores de apoio”, “aprovar e implementar políticas de afirmação LGBTQ” e “advogar por um currículo inclusivo e afirmativo”.

Um olhar mais atento a um dos guias de inclusão do GLSEN mostra que as crianças estão recebendo informações ideologicamente tortuosas sobre a biologia humana, como que o sexo biológico é um “espectro” ou “construção social”, a fim de plantar a falsa noção na cabeça das crianças de que ser masculino ou feminino é uma questão de escolha pessoal.

“ao ensinar ciência, pode rapidamente ficar muito binário (espermatozóide/óvulo, macho/fêmea, XX/XY)”, diz uma seção no guia de inclusão, “o mais importante é desmantelar essa maneira polarizadora de pensar e dar exemplos amplos de maneiras que a natureza não é binária. A aula de ciências pode ser um lugar onde um mundo muito complexo pode ser, incorretamente, resumido em binários.”

Quando solicitado a comentar sobre o guia curricular inclusivo da GLSEN, o biólogo evolucionista Colin Wright diz que as crianças estão recebendo uma compreensão incompleta da biologia humana.

“Às vezes as coisas na natureza são binários verdadeiros, como o fato de que existem apenas dois sexos biológicos em humanos e na maioria dos animais. Essas lições tentam plantar a falsa ideia na cabeça dos alunos de que se algo é verdade para outras espécies, deve necessariamente ser também é verdade para os humanos. Mas nem sempre é o caso. Embora o sexo biológico em algumas espécies não humanas possa ser fluido, isso não significa que também seja verdade para os humanos. Dar às crianças uma educação adequada em biologia significa cobrir ambos as semelhanças e diferenças entre as espécies.”

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here