“Covid-19 faz mortes dispararem em Manaus, e cemitério entra em colapso”

Esse é o título sensacionalista da matéria do Jornal O Globo e que só você não se informar, vai achar que estão morrendo centenas de pessoas em decorrência do COVID19.

Mas uma coisa me chamou a atenção, o número de mortes em Manaus é de 156 óbitos causados pela doença e na matéria dia que o cemitério Nossa Senhora Aparecida, mais conhecido como Tarumã, tinha até o início da “pandemia” cerca de 30 enterros por dia.

Mas se a matéria diz que são mais de 100 pessoas enterradas ao dia, se fosse mesmo culpa do COVID19, essas mortes teria ocorrido num intervalo de apenas dois dias e meio. Mas olhando o gráfico, percebe-se que apenas em dois dias ocorreram 21 mortes e três dias com 19, 18 e 16 mortes.

Sendo assim, se o cemitério tenha uma média de 30 enterros, o coronavírus só poderia ser “culpado” por no máximo, um aumento de 30 para uns 50 ou 52 enterros e não mais de 100 como esta sendo amplamente noticiado.

Em nenhum dia Manaus teve 70 mortes por VOCID19 para que se use essa justificativa para o aumento de mortes e enterros na cidade.

Seria mais um “golpe” político para arrecadar algum “faz-me rir” para as eleições? Quem sabe né?

Veja abaixo as mortes em todo o estado do Amazonas dia a dia (linha preta) desde a primeira vítima fatal em 24 de março.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here