30.2 C
V Redonda
24/02/24
HomeEspecial COVIDEstudos comprovam a eficácia da Ivermectina

Estudos comprovam a eficácia da Ivermectina

Date:

Related stories

O Facebook e a lucrativa indústria de “verificação” de fatos

Duas das universidades mais poderosas da Austrália e um gigante tecnológico multibilionário estão liderando campanhas para silenciar a cobertura noticiosa do Voice para influenciar o referendo, escreve Jack Houghton.

Violações sexuais contra crianças crescem quase 70% no Brasil

Sinais sutis como agressividade, falta de apetite e isolamento...

‘Fiquei apavorada’: ex-nadadora da NCAA diz ter sido agredida fisicamente por ativista transgênero

Riley Gaines, ex-nadadora da National Collegiate Athletic Association (NCAA)...
spot_imgspot_img

O Dr. Alessandro Loiola foi recentemente no Facebook após fazer um publicação sobre estudos que comprovam a eficácia da ivermectina na prevenção e tratamento contra a COVID-19. Mas como nosso compromisso é trazer informação, aqui esta uma parte do que o Dr. Loiola escreveu e abaixo o link para o artigo completo.

Depois que o COVID-19 emergiu na costa dos Estados Unidos, os provedores começaram a revisar a ciência básica emergente, os dados translacionais e clínicos para identificar opções de tratamento potencialmente eficazes. Além disso, uma infinidade de novos e reaproveitados agentes terapêuticos foram usados ​​empiricamente e estudados em ensaios clínicos.

A maioria dos agentes testados falhou em fornecer prova reprodutível e definitiva de eficácia na redução da mortalidade de COVID-19, com exceção dos corticosteroides na doença moderada a grave. Recentemente, surgiram evidências de que o agente antiparasitário oral ivermectina exibe vários mecanismos antivirais e anti-inflamatórios, com resultados de estudos relatando benefícios significativos nos resultados. Dado que alguns não foram aprovados na revisão por pares, vários grupos de especialistas, incluindo a Unitaid/Organização Mundial da Saúde, empreenderam um esforço global sistemático para contatar todos os investigadores ativos do estudo para reunir rapidamente os dados necessários para classificar e realizar meta-análises.

Os dados foram obtidos de estudos publicados revisados ​​por pares, manuscritos postados em servidores de pré-impressão, meta-análises de especialistas e numerosas análises epidemiológicas de regiões com campanhas de distribuição de ivermectina.

A grande maioria dos ensaios clínicos randomizados e observacionais controlados de ivermectina estão relatando melhorias repetidas de grande magnitude nos desfechos clínicos. Numerosos estudos de profilaxia demonstram que o uso regular de ivermectina leva a grandes reduções na transmissão. Múltiplos e grandes “experimentos naturais” ocorreram em regiões que iniciaram campanhas de “distribuição de ivermectina” seguidas por reduções restritas, reprodutíveis e temporalmente associadas em contagens de casos e taxas de letalidade em comparação com regiões próximas sem tais campanhas.

Meta-análises baseadas em 18 ensaios clínicos randomizados e controlados de tratamento de ivermectina em COVID-19 encontraram grandes reduções estatisticamente significativas na mortalidade, tempo para recuperação clínica e tempo para eliminação viral. Além disso, os resultados de vários estudos de profilaxia controlados relatam riscos significativamente reduzidos de contrair COVID-19 com o uso regular de ivermectina. Finalmente, os muitos exemplos de campanhas de distribuição de ivermectina que levam a rápidas reduções populacionais na morbidade e mortalidade indicam que um agente oral eficaz em todas as fases do COVID-19 foi identificado.

Leia todo o artigo no site da Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA.

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here