Em artigo publicado pelo site UOL e escrita pelo “jornalista” Jamil Chade, mais de 80 “entidades” pedem apoio internacional contra Jair Bolsonaro.

Até ai tudo normal, por que a esquerda ir a ONU chorar e dizer que Bolsonaro xingou de bobo e feio já é do nosso cotidiano. Mas uma coisa me chamou a atenção em alguns nomes de entidades envolvidas e quem as financia.

O primeiro que chamou minha atenção foi o Instituto Vladimir Herzog e fui dar uma conferida e ao ver quem patrocina a entidade descobri, para a minha surpresa, que tem como patrocinadores e parceiros o Governo Federal, a Caixa Econômicas e a Petrobras. Ou seja, o Governo Federal financiando instituição para ir até a ONU protestar contra o Governo Federal e de quebra tem em seu apoio institucional o Governo de São Paulo, do nosso Doriana.

O segundo instituto da lista é o Instituto Ethos, outro participante do ato contra o presidente Jair Bolsonaro que aconteceu na ONU. Em sua lista de “associados” tem empresas conhecidas da população como a Odebrecht, Gerdau, JBS, Braskem e Camargo Correa. Porém o mais impressionante é o fato de algumas empresas estatais fazerem parte desse rol de associados que provavelmente financiam o projeto.

Essas duas sem contar o Instituto Artigo 19 que é financiado pela Open Society, do mega milionário esquerdista George Soros, mas esse não é o assunto tratado aqui.

Creio que o Presidente Jair Bolsonaro deveria rever quais instituições merecem receber aporte financeiro do governo, porque financiar o próprio inimigo, não é muito legal!

Gostou do artigo? Então compartilhe com seus amigos e deixe seu comentário abaixo!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here