28.2 C
V Redonda
28/02/24
HomeBrasilOACB-RJ consegue vitória contra a "ditadura das vacinas experimentais"

OACB-RJ consegue vitória contra a “ditadura das vacinas experimentais”

Date:

Related stories

O Facebook e a lucrativa indústria de “verificação” de fatos

Duas das universidades mais poderosas da Austrália e um gigante tecnológico multibilionário estão liderando campanhas para silenciar a cobertura noticiosa do Voice para influenciar o referendo, escreve Jack Houghton.

Violações sexuais contra crianças crescem quase 70% no Brasil

Sinais sutis como agressividade, falta de apetite e isolamento...

‘Fiquei apavorada’: ex-nadadora da NCAA diz ter sido agredida fisicamente por ativista transgênero

Riley Gaines, ex-nadadora da National Collegiate Athletic Association (NCAA)...
spot_imgspot_img

Advogados da Ordem dos Advogados Conservadores do Brasil, diretoria do Rio de Janeiro, junto ao vereador por Niterói Douglas Gomes (PTC) e o apoio do PTB, conseguiram suspender os efeitos da Lei Municipal 3577/2021 através de liminar concedida pelo Pleno do TJ RJ em sessão de julgamento no dia na última segunda-feira (10).

O voto vencedor foi proferido pelo Des. Mauricio Caldas Lopes para quem: “aparentemente não se compaginam as sanções estabelecidas na lei impugnada, como as de submeter o administrado renitente à responsabilização civil e criminal; à suspensão da renda básica temporária; das cestas básicas e do auxílio financeiro temporário, endereçadas, como se vê, aos menos favorecidos moradores da cidade…” pontuou o Desembargador.

Vencida a relatora, Des. Maria Augusta Vaz, a maioria dos desembargadores acompanhou o voto de Caldas Lopes, que havia pedido vista na sessão de julgamento do dia 04/05/2021, suspendendo a sessão, retornando de forma definitiva no dia 10/05/2021.

A lei impugnada na ADI de autoria do PSOL e sancionada pelo Prefeito Axel Grael previa punições como: perda de benefícios, multa e até ameaça de prisão.

Em recente decisão, o STF entendeu que leis dessa natureza precisam respeitar a dignidade humana e os direitos fundamentais das pessoas, além de atender critérios de razoabilidade e proporcionalidade. Os perigos das vacinas vem sendo abordados em diversas mídias independentes, quanto à mídia mainstream: silencia.

“Com essa decisão o Pleno restabeleceu a liberdade e a dignidade dos cidadãos menos favorecidos de Niterói e impôs à prefeitura a obrigatoriedade de trabalhar a vacinação no município através da conscientização e não pela imposição do medo”, afirma o Vereador Douglas Gomes, Vice-Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara de Vereadores de Niterói.

Douglas Gomes (esquerda)
Roberto Jefferson – Presidente do PTB
Câmara Municipal de Niterói

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here