28.2 C
V Redonda
28/02/24
HomeMundoProvedor de Internet de Idaho bloqueia Facebook, Twitter

Provedor de Internet de Idaho bloqueia Facebook, Twitter

Date:

Related stories

O Facebook e a lucrativa indústria de “verificação” de fatos

Duas das universidades mais poderosas da Austrália e um gigante tecnológico multibilionário estão liderando campanhas para silenciar a cobertura noticiosa do Voice para influenciar o referendo, escreve Jack Houghton.

Violações sexuais contra crianças crescem quase 70% no Brasil

Sinais sutis como agressividade, falta de apetite e isolamento...

‘Fiquei apavorada’: ex-nadadora da NCAA diz ter sido agredida fisicamente por ativista transgênero

Riley Gaines, ex-nadadora da National Collegiate Athletic Association (NCAA)...
spot_imgspot_img

O ISP, Your T1 WIFI, confirmou que bloqueará o Facebook e o Twitter de seu serviço WIFI para alguns clientes a partir desta quarta-feira, de acordo com um relatório do KREM 2 .

A mudança ocorre depois que o Twitter baniu permanentemente o presidente Donald Trump de sua plataforma e o Facebook bloqueou o acesso do presidente à conta “indefinidamente”.

“Chegou ao nosso conhecimento que o Twitter e o Facebook estão engajados na censura de nossos clientes e informações”, diz um e-mail para seus clientes T1 WIFI.

O ISP acrescentou que tem recebido ligações de clientes sobre o Facebook e o Twitter.

“Nos últimos dias, recebemos ligações de clientes expressando a preocupação de que eles não querem que esses sites sejam exibidos em seu feed de Internet para eles e que não querem que seus filhos visitem esses sites”, continua o e-mail .

O ISP explicou que, como há muitos clientes pedindo que os sites sejam bloqueados, ele bloqueará o Facebook e o Twitter para todos os clientes, a menos que eles entrem em contato com a empresa para solicitar acesso.

“Há muitas pessoas que pedem que façamos um [cliente] por vez, então estaremos bloqueando [Facebook e Twitter] e qualquer outro site que também possa estar censurando”, diz o e-mail.

A empresa afirma que dois terços de seus clientes pediram que os sites fossem bloqueados.

O ISP explicou ainda que não tolera Facebook e Twitter – bem como outras grandes empresas de tecnologia – censurando usuários ou “tentando exterminar a concorrência”, como Parler .

“Nossa empresa não acredita que um site ou site de rede social tenha autoridade para censurar o que você vê, postar e ocultar suas informações”, diz o e-mail. “Tomamos a decisão de bloquear o acesso desses dois sites em nossa rede.”

“Também não toleramos o que Google, Amazon, Twitter, Facebook e Apple estão fazendo com Parler, tentando armar com força para que se submetam”, acrescenta o e-mail.

Em um e-mail atualizado enviado aos clientes na segunda-feira, o ISP insistiu que não bloquearia os sites de clientes que não desejassem bloqueá-los.

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here